Rio Poio e ponte de Rolos

As águas do rio Poio que atravessam Alvadia foram, durante muitos anos, aproveitadas para o funcionamento de moinhos e azenhas, alguns dos quais ainda são visíveis junto ao leito deste curso de água que também é conhecido pelo nome da freguesia.

Um dos pólos mais conhecidos deste rio é a ponte de Rolos, com a limpidez das águas a atrair cada vez mais turistas como praia fluvial. Aqui podem também ser observadas as marmitas de gigante que o correr da água fez escavar nas pedras.

       

Pedra d’Anta

Acompanhando a abrupta e profunda falha do rio Poio rumo ao baixo vale de Cerva e Limões encontra-se a Anta de Alvadia, mais conhecida popularmente como Pedra d’Anta. Trata-se de um menir ou estátua-menir com 4,30 metros de comprimento e que encontra-se em processo de classificação pelo Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico.

O arquéologo Mário Reis Soares acrescenta que o monumento apresenta duas faces, o que leva os responsáveis a hesitar na classificação como menir ou estátua-menir. Perto da Anta, que agora se encontra deitada junto ao buraco onde antes estava erguida, existia outro mais pequeno que foi partido em três ou quatro fragmentos, os quais foram usados para construção de um curral nas imediações.

       

Pedra de Favais

Uma das atracções mais conhecidas da freguesia encontra-se em Favais, mesmo em frente à capela de Santa Luzia, a qual mais parece um pequeno quarto construído para alojar peregrinos. A Pedra de Favais é uma escultura que engloba três anjos, um a tocar e os outros dois a escutar a música.

A pedra estava originalmente dentro da capela, junto ao altar, até que um padre de Macieira pediu que fosse levada para Alvadia, onde ficou atrás do adro. O povo de Favais foi então buscá-la e pousou-a onde ainda hoje se encontra. Desta forma, torna-se mais fácil reparar se alguém tentar levá-la para outro lugar.

Também interessante é a igreja paroquial e a plataforma de duplo degrau, a única memória de um cruzeiro que em tempos foi erguido nesse local. Outros pontos a visitar a nível religioso são as capelas de Nossa Senhora dos Remédios e de Santa Luzia, as diversas alminhas e os muitos cruzeiros.

       

Casas Rurais

A antiguidade destas terras é também visível em numerosos solares, alguns dos quais ainda brasonados. São várias as casas rurais que ainda são conhecidas por designações que perduram no tempo, como a casa do Gaspar, a casa do Cabo, a casa do Seixo ou a casa da Carvalhinha.

Enérgica